Pesquisas recentes indicam que existem aproximadamente dois bilhões de pessoas usando smartphones com conexão à internet. Onipresentes, os aparelhos estão a cada dia mais úteis e com preços acessíveis. Cada vez mais a ideia de que para encontrar um computador você precisa de um escritório e uma escrivaninha ficará para trás. A disseminação dos aplicativos só faz aumentar as utilidades e a relevância do mundo on-line. Os smartphones são, atualmente, os produtos mais importantes da tecnologia da informação. A App Store, da Apple, e a Google Play, presente em 82% dos celulares no mundo todo, oferecem, juntas, mais de 3 milhões de aplicativos que ajudam os usuários de diversas maneiras.

Experiências distintas

Os celulares já estão totalmente incorporados aos nossos hábitos. Se antes era comum ver as pessoas nos transportes públicos lendo um jornal ou um livro, atualmente estão verificando seus celulares, que trazem tanto os livros e jornais juntos, como mensagens de seus contatos, e-mails particulares e de trabalho, aplicativos que agilizam e resolvem vários problemas, além da facilidade de acesso à informação para esclarecer dúvidas, inclusive as mais banais, ao alcance da mão e de um clique.

A pesquisa conclui que a nova tendência para a computação mais fluida será que os celulares persistirão. Desse modo, as pessoas irão viver em contato contínuo e com o poder computacional da nuvem. Não é possível ignorarmos a potencialidade desses aparelhos, adotando-os para trabalhar, também, a favor da educação.

Além do uso já mencionado para pesquisas diversas na rede, há outras possibilidades de uso educacional para os telefones. Trata-se de um ótimo canal para que os alunos acessem os conteúdos das aulas, seja através de download de textos, podcasts, vídeos ou do acesso ao próprio ambiente virtual de aprendizagem.

Fonte: http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,smartphone-o-verdadeiro-computador-pessoal-imp-,1643233